A pouco mais de três meses do Exame Nacional do Ensino Médio (Inep Enem 2018), o estudante – além de preparado com relação aos conteúdos cobrados, precisa estar atento às mudanças na realização das provas. Porta de entrada para universidades de todo o país, o Enem teve 7.603.290 inscritos, neste ano, e será aplicado nos dias 5 e 12 de novembro. As datas, inclusive, são as principais mudanças desta edição.

Até o ano passado, as provas eram realizadas em um mesmo final de semana (sábado e domingo). Por meio de consulta pública, o Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) definiram que o exame seria aplicado em dois domingos consecutivos.

A segunda grande alteração foi a ordem dos conteúdos aplicados. No dia 5, serão realizadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e redação, com duração de cinco horas e meia. No dia 12, serão os exames de Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias, que devem ser feitos em quatro horas e meia.

Para o coordenador do Pré-Enem Popular de Maricá, William Campos, as mudanças são positivas e atendem as reivindicações que os estudantes já faziam há anos. De acordo com o professor, com o intervalo de uma semana entre os conteúdos, o estudante tem mais chances de obter uma pontuação maior.

“Com a mudança para dois domingos, a redação foi adiantada para o primeiro dia. Será muito melhor para o estudante, porque possibilita a separação dos conhecimentos em um período de uma semana. O Enem é uma prova de contextualização, interpretação e agilidade. Se o aluno conseguir se organizar e prestar bastante atenção ao que é pedido, ele acertará as questões”, afirma.

O tempo pode ser um dos maiores vilões do estudante durante a prova. William aconselha que sejam utilizados, no máximo, três minutos para cada questão. Ao todo, cada área de conhecimento tem 45 questões de múltipla escolha, somando 90 por dia. A hora a mais do primeiro domingo deve ser o tempo ideal para a realização da redação que, segundo o professor, deve ser o pontapé do aluno na prova.

“A gente sempre recomenda começar pela redação. Usar os 60 minutos iniciais para fazer o texto, para depois começar a resolver as questões. Esse, inclusive, é o nosso método de preparação: 25% do tempo para aulas de redação e Português, 24% para Matemática, 12% História, 12% Geografia, 7% Biologia, 7% Física, 7% Química e sobram 6% para Filosofia e Sociologia”, acrescenta.

Teoria de resposta ao item Enem 2018

A avaliação de pontuação do Enem é feita tendo como base a Teoria de Resposta ao Item (TRI). Ou seja, quando o participante acerta uma questão que a maioria também acerta, a pontuação é menor. Já se o estudante acertar uma questão que obteve grande número de erros, é atribuído valor mais alto à nota.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *